Earthquake!

A Cobra sentiu:  viu a cortina balançando de lado e tudo mais. Eu não senti píula nenhuma (será que eu sou sismicamente insensível???)

Ou ainda, pirâmide normal:

Chego na sala e a Cobra está com uma cara assustada:

– Acabei de sentir uma coisa bizarra. Um tremor e barulho, como se o sofá estivesse sendo arrastado. Olhei para as cortinas e elas estavam se mexendo assim, ó (gesto da cortina indo, horizontalmente, de um lado pro outro).

– Será que foi um terremoto? Eu não senti nada (cara desapontada).

Saí correndo e fui checar na web. Uns 20 minutos depois, sai o link na Folha. Pô… eu sempre quis sentir um terremotinho (bem pequenininho)… 😦

====

Minha gente, afora à parte (como diria meu primo) não ter sentido o terremoto (juro que acho que foi na hora em que dei descarga no banheiro!), eu estou rolando no chão de rir as descrições do povo na Bolha. Como diria o grande mestre e pueta russo, Pesqueniév Pesquenóvski: “Ô povo sem tragédia!!!” Quê qué iussom??? Na Bolha tem até depoimento de surfista em Ubatuba dizendo que achava que era visage, além de uma matéria coordenada inteira sobre o não-perigo de tsunami. Oxe, se não tem perigo de tsunami (que já haveria acontecido a uma hora destas), num bastava uma frase, não? “Não há perigo de tsunami”. Ponto.

Nem, este país tá muito é sem nutiça!!!

 

Tags:

10 Respostas to “Earthquake!”

  1. Tonm Says:

    Tá aí, gata!
    Já meio que me juntava a você em busca de motivos para começar a pensar em emigrar. Depois dessa, pra que medo de morar na California?
    Tornado por exemplo já tem aqui mesmo:

    😉

  2. p. Says:

    ainda bem que era terromoto. tenho pânica de visage.

    hahahahahaha

    ah, doc, da questão da palavra intelectual e afins, vou

    nem comentar porque tenho medo de pegar pesado demais

    com o mundo. a cena de leitura é cada vez mais uma

    cena subversiva. criminosa. como me disse o grande mestre e pueta

    e cineasta russo, alexander veróvski, de alguém que não tensiona

    seus textos e pensamentos: “prófi, o povo num lê, e quer entender

    as coisas só com empiria. vão estudar seus hippies.” hahahahahaha

    melhor contar uma anedota, porque a paciência, ó, pra certas coisas

    anda abaixo-abaixo-abaixo-abaixo de zero.

  3. dr. strangelove Says:

    afe! nã, na california eu não moro de jeito nenhum. lembro de bandini!!! 😉

  4. dr. strangelove Says:

    HAHAHAHAHAHAHA! “o grande mestre e pueta alexandre veróvski” é GÊNIO, pesqs. GÊNIOOOOOO!!! “Vão estudar, seus hippies” é, a partir de agora, meu lema!!!

    pesqs, só tu me entende neste mundo de meu Deus!!! pusque, qdo a Cobra falou da coisa bizarra, eu só pensei em visage e fiquei foi aliviada que fosse um terremoto, mesmo, hahahahaha!

    agora, porra: eu não senti!!! 😛

  5. ClaraBeauty Says:

    Vezinha, tu me acredita que ontem de manhã, portanto antes do terremoto, eu estava pensando que deveria colocar a caixa dos gatos num lugar mais acessível (que não em cima da estante, que me obriga a pegar uma cadeira para tirá-la), porque, se caso houvesse um TERREMOTO, eu ganharia tempo para salvar a mundicinha toda???

    Quase a mãe dinah

  6. dr. strangelove Says:

    o pior é que eu acredito! e hoje o dia está cheio de histórias do tipo “como foi minha reação ao terremoto”, incluíndo uma pá de cearense — eu, boca e catatau — que não sentimos píula nenhuma 😛

    ei, mas vem cá: hoje de manhã tu não pensou em seis números, não? 😀

  7. ClaraBeauty Says:

    Vezinha, mas ei, eu senti.
    Eu estava tricotada, sentada no chão, sobre uma almofada, vendo The Truman Show pela 7349850943ª vez e pensando nas aulas da Liana Amaral.
    Aí a janela tremeu de um jeito estranho. Como passa muito caminhão ali na frente do prédio, achei que era mais um. Porém o barulho demorou um pouco mais do que deveria, então pensei num possível avião caindo de novo sobre SP. Mas aí passou.

    Sobre os números, semana passada eu pensei em dois: 28 e 56. Sério. Tô esperando os outros quatro. Aguarde 🙂

    Aliás, eu tb tive dois sonhos semióticos esses dias. Daqueles de vc saber que tem gente no quarto. No sonho, eu estava acordada, digo, sonhando sabendo que estava sonhando, portanto acordada dentro do sonho. Acordei estapeando o ar. Sinistro.

  8. Renata Says:

    o melhor depoimento sobre o terremoto foi de um cidadão que escreveu que estava no banheiro e sentiu a água da privada balançar e o rolo de papel higiênico também. juro que estava na parte dos depoimentos esta manhã, umas 6 e pouco da madrugada! quase não consegui terminar meu café, de tanto chorar de rir.

    besteiras à parte… eu senti, mas o rodrigo, que estava sentado do meu lado não sentiu nada. a prova de que eu não estava louca foi minha boneca da luluzinha, que balança pra-lá-e-pra-cá, que não parava de se mexer na estante.

  9. dr. strangelove Says:

    hahahaha. vezinha, o teste pra saber quem de fato sentiu o terremoto é se estava ou não (re)vendo o show de truman. a cobra estava. outra coisa — preocupante — que mais da metade dos sismicamente sensíveis disse foi do caminhão. cobra também. e, sim, 28 e 56. vou anotar. manda aí os outros quatro. se ganhar, juro que divido! 😛

    renata, acho que só um dos membros do casal pode ser sismicamente sensível. ou isso ou eu e o rodrigo já vivemos meio trêmulos mesmo 😀

  10. dr. strangelove Says:

    ah, sim, essa da água da privada foi ótema! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: